segunda-feira, 25 de março de 2013

VIGIAI! O FIM ESTÁ LONGE!


"E na hora mais sombria/ Eu possuo as chamas secretas/Podemos observar o mundo devorado em sua dor."- (THE BEGINNING IS THE END- Smashing Pumpkins) 


Eu ia para o trabalho. A pé como sempre.
Caminho a maior parte do trajeto seguindo o longo muro do cemitério e a manhã impede que nessa parte eu encontre muitas pessoas. Aí eu chego ao Centro. O cenário muda completamente. As pessoas se espalham como um enxame do que você quiser usar como comparação, qualquer animal que se reproduz vertiginosamente e invade todos os lugares sem o menor escrúpulo.
 Os sons são desconexos como você bem sabe, mas então uma voz clama na multidão. O homem fala aos gritos. Discursa veementemente e me faz corrigir a impressão inicial. É num deserto que ele clama. A placa de papelão em seu peito o denuncia. Mais um profeta anunciando algo sobre o fim. Eu paro compadecido e me perco no mesmo deserto. Tudo ao redor silencia e só ouço agora sua voz que diz assim:
“Nas ágoras o que eles discutiam não era sobre a gente. Nos grandes conselhos dos reis do Velho Mundo eles também não falavam sobre a gente. Quando derrubaram os déspotas, não foi pela gente.
Quando as guerras pelas colônias explodiram, cresceram e viraram mães de guerras menores e mais mortais, ainda não era sobre a gente.
Quando eles brigam e se agridem, tomados de paixão e fúria nas assembleias, quando brandem seus dedos e cospem nos microfones, não é por nada que envolva a gente.
Royalties do petróleo, Comissão de Direitos Humanos, questões bioéticas. Licitação das obras da copa, quem fornece o que para o sistema de saúde, quanto é repassado para os municípios. Leis, medidas provisórias, emendas, decretos. Absolutamente nada é sobre a gente.
De dois em dois anos, cumprimos o dever de realizar nosso pequeno papel de coadjuvante no divertido teatrinho de apertar botões e fingir que isso muda as coisas. Não importa o quanto se pesquise, o quanto se saiba que eles são limpos, sujos ou simplesmente não sejam aptos a nos representar. Eles não vão nos representar. Uma ou outra vez uma boa intenção emerge do mar de demagogia. Mas no final das contas...não é sobre a gente.
Crianças ainda atravessam rios na madrugada para ir à escola. Elas dormem com brinquedos e acordam com um baseado. Famílias esperam a morte vinda de uma montanha molhada pela chuva. Homens e mulheres esqueceram que são filhos de Deus e vasculham lixo para transformá-lo em vida. É isso o que deixamos o inimigo fazer.
Alguns de nós fechamos os olhos. Outros desviam o olhar. Os mais corajosos usam armas, atiram pedras e coquetéis molotov. Davi e Golias, mas nesta versão, o Golias esmaga a cabeça de Davi com uma maça de guerra.
Existem duas verdades nisso tudo, irmãos. A primeira é que ainda não sabemos lutar. Mesmo que tivéssemos coragem, lutar sem a necessidade de tiros é muito mais difícil, porque exige disciplina e concordância entre os companheiros. Os companheiros são humanos, então não.
A segunda é que essa concordância deve ser a de não haver governo. NÃO HAVER GOVERNO, IRMÃOS! Nenhum além da própria consciência de que precisamos um do outro e que só podemos crescer juntos. De que numa árvore com muitos frutos eu só poderei pegar mais de um se meu irmão também puder. Humanos, irmãos. Humanos.
Essa é a verdadeira evolução que funcionaria para nós. Isso é possível. É utópico. É só um sonho. Mas é a única resposta. Temos um inimigo contra o qual não podemos lutar porque o conhecemos pouco. O nome dele é política. E ele é sujo.
Então esperem, meus amados. Devemos esperar e pensar. Um dia nós iremos descobrir o jeito e a arma. Esse será o dia em que o sofrimento vai começar a fenecer. Será o fim do dinheiro, dos governos e do controle. O fim deste mundo.”
O homem encerrou a pregação. Retomei meu caminho, ele veio na direção oposta. Quando se aproximou, pude ler o que havia escrito na placa. VIGIAI! O FIM ESTÁ LONGE! Só então pude ver seu rosto mais claramente. Olhei fixamente para ele e congelei. Aquele homem era...


2 comentários :

willian ferreira disse...

[...] O cara!

willian ferreira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.